Edir Macedo e o gospel dos endemoniados

Depois que a Line Records, de Edir Macedo, faliu definitivamente as portas da rede Record se fecharam para os artistas gospel. Afundada em dívidas e remando contra a maré do sucesso da música gospel, a empresa encerrou suas atividades.



Fofoqueiros dizem que a Aline não vai no programa da Sabrina pelo simples fato do Edir macedo não querer levar nenhum cantor gospel para a sua emissora, ele não gosta de Divas nem de Divos.




Estes artistas se venderam para fama e para gravadoras mais poderosas que arruinaram o negócio do bispo.

Edir Macedo cheio de broca chamou os cantores gospel de endemoninhados, ele disse que 99% deles são endemoniados. Neste mercado gospel, não existe isto de evangelizar,sim inovar, neste mercado competitivo os fortes sobrevivem os fracos são devorados.

As Divas tanto cantam como encantam, o termo diva incomoda porque crentes consideram idolatria, mas no mercado gospel estes chavões atraem seguidores e fan clubes que ajudam nas vendas.



A própria Globo, por meio da Som Livre, começou a investir pesado no ramo e colheu frutos com as vendas de CDs. A banda “Diante do Trono”, por exemplo, é um dos carros chefes da gravadora.




Nenhum comentário:

Postar um comentário